25 maio 2017

Super Desejados - Parte 2


Eu tinha perguntado em um post se vocês gostariam de mais um “ Desejados” e como várias leitoras disseram que SIM, aqui estou eu novamente com livros que estão custando os olhos da cara, mas que preciso garantir meu exemplar ainda este ano.

Como eu compro meus livros? ACREDITEM eu repito esse mesmo processo todassssssss as vezes em que vou comprar livros novos. Primeiro, entro no facebook e vou direto para o perfil da página “Amo livros com desconto”, lá tem um link com um cupom para você comprar livros na Saraiva com 15% de desconto. Entro no link, copio o código e finalizo minha compra. Amo poder comprar qualquer livro do site com o desconto do cupom. Eu super recomendo que vocês façam isso, para economizar  uma grana (que certamente você usará no frete rsrs).

No site da Saraiva eu tenho uma lista com mais de 60 livros desejados (tanto em português, quanto inglês). Quando eu amo muito uma leitura, eu tento conseguir sua versão em inglês (mas só quando estiver baratinho, bem barato mesmo, quase uma miséria kkk). As vezes dá a louca na Saraiva e do nada ela coloca alguns livros em inglês por menos de 5 reais, e é aí que eu tento conseguir algumas edições (só para colecionar mesmo). A melhor compra que eu já fiz na vida, foi o box em inglês da trilogia Divergent por 15,00 (isso sem usar o cupom de desconto). Por isso, aconselho que vocês sigam essa página de desconto lá no face. Se vocês conhecem algum site ou página que fornece esses cupom de desconto, me deixem aqui nos comentários (agradece desde já rsrs).

Agora vamos a minha segunda lista de livros desejados do ano. Alguns livros estão super caros, então vou ficar no aguardo até estar num preço mais bacana. Outros eu pretendo comprar assim que eu diminuir minha lista de livros NÃO LIDOS na estante (que no momento soma uns 30 livros). Como sempre, eu não vou me estender nos comentários nem postar a sinopse do livro para este post não ficar desnecessariamente grande (como sempre fica).

Lola e o garoto da casa ao lado


Estou a uns 4 anos lendo comentários mega positivos dessa “trilogia”. Eu sempre quis comprar, mas sempre acabo adiando. Eu achei a capa antiga desse livro muito feia #horrível, agora as capas estão divinas iguais as americanas, eu pretendo comprar os três livros. Provavelmente eu lerei só em 2018, mas quanto mais rápido eu adquirir minha cópia melhor. Parece que todo mundo já leu esses livros, menos eu ):

A música que mudou minha vida


Eu não sei quase nada sobre esse livro, mas ele me parece ser uma leitura muito rápida, tipo aqueles livros ótimos para te tirar de uma ressaca literária. Quero muito um exemplar!

Esqueça o amanhã


Eu não me lembro de ter lido uma boa distopia este ano, e isso é muito louco já que sou um viciado neste gênero (quem me acompanha a mais tempo, sabe que não deixo passar uma distopia lançada). Com certeza é um dos meus gêneros favoritos da vida, eu super me divirto e viajo nesses universos. Pretendo garantir meu exemplar o mais breve possível (pena que está uma fortuna no momento).

PS: Ainda amo você


Eu preciso urgente dessa trilogia completa. Estou desejando ler esses livros desde o meu último post de desejados, até agora não consegui grana para comprar meu exemplar (sempre acabo comprando outros lançamentos na frente). Agora que a trilogia completa já foi publicada, eu preciso aproveitar para fazer uma maratona de compras e leituras...

O beijo do vencedor


Eu estou colocando as fotos dos segundos livros dessas trilogias porque eu já havia postado as fotos dos primeiros no outros post de desejados kkk. Eu estou muitoooo louco para ler essa trilogia do “vencedor”, mas os livros costumam estar muito caros, sem condições alguma. PS: Essas capas estão destruidoras!!!!

Inesquecível


MEU DEUS!! Esse livro tem uma sinopse muito boa, amei esse lançamento. Eu nem quis ler muito do que se trata, mas neste momento estou precisando de leituras assim, estou precisando fugir um pouco dos romances que eu tenho lido um após o outro.

Mil beijos de garoto


Falando em ler um romance após o outro!!!!!!!! Precisoooooo ler esse romance urgenteeeee (sou completamente contraditório, acabei de falar que preciso diminuir um pouco meu ritmo em ler só romances kkk. Eu não li a sinopse desse livro, mas li um comentário de uma garota dizendo que tinha amado e se emocionado muito com essa leitura, isso já foi o suficiente para me convencer. Já está super adicionado em minha lista de desejados, só estou no aguardo do preço baixar um pouco.

O ar que ele respira


Me parece que essa autora está sendo super bem comentada aqui no Brasil. Geral elogiando e se emocionando com seus livros. Como eles são narrados em terceira pessoa, eu estou adiando um pouco a compra. Mas pretendo comprar ainda este ano (promete ter histórias maravilhosas sobre luto, drogas... essas coisas).

Garota em Pedaços


Eu lembro de ter adicionado esse livro nos meus desejados assim que ele foi lançado. Eu não lembro muito da sinopse, mas parece que a protagonista se corta (eu acho). Mas se tem alguém que ama livros deprimentes com mensagens positivas no final, esta pessoa sou eu. Eu tenho um super fraco por livros com personagens em luto ou com mortes envolvidas rsrs (acho que todos nós).

Agora e para sempre


Essa capa é maravilhosa, sem comentários. (E SIM estamos lidando com o terceiro e último livro da trilogia #precisoooooooooo ):

Bom, eu estou sonhando em ter todos esses livros ainda este ano. Isso será possível? Provavelmente NÃO. Mas em algum momento após eu ir morar sozinho, irei garantir meu exemplar de cada um deles. E com certeza vocês irão me ver falando muito sobre eles aqui no blog rsrs.

Para conferir minha primeira lista de Desejados CLIQUE AQUI.

21 maio 2017

Vamos falar sobre "Tudo e Todas as Coisas" - O Filme


Sabe aquele livro que você não curtiu muito, mas ficou ansioso pela adaptação? Então. É exatamente o que aconteceu comigo em Everything Everything.

O começo do livro (no meu caso) foi muitoooo lento, a história não andava, grandes eventos não acontecia, simplesmente não fluía a leitura (apesar da autora ser muito boa, que por sinal ameiii o segundo livro dela “O sol também é uma Estrela”). Teve um certo momento após a página 200 que as coisas realmente começaram a acontecer e a ficar empolgante, eu fiz uma maratona de leitura e consegui chegar no ápice da história quando acontece a tal fatídica reviravolta. E foi exatamente nesse ponto meu grande problema com o livro. Eu estava tão imerso naquele universo de romance, viagem, a primeira vez, toda aquela fase mágica do primeiro amor, que aquela revelação foi como um balde gelo no meu prato de sopa kkk. Eu sabia que eles colocariam isso no filme e tinha certeza que isso modificaria a atmosfera do filme assim como aconteceu com o livro. #Infelizmente

O filme está uma perfeita adaptação para quem leu o livro, é claro que como SEMPRE os produtores remove personagens ou acontecimentos do livro que eles não teriam tempo de abordar no cinema. Eu sou apaixonado pela adaptação da Culpa é das Estrelas, e acho que Tudo e todas as coisas foi tão bem adaptado quanto. O filme tem seus momentos melodramáticos quando necessário, tem uma carga de romance tão forte quanto no livro, tem todas as partes essenciais da história. Eu vejo esse filme focado mais para o público adolescente, então você já vai preparado para assistir um filme super jovem (diferente de Um amor para recordar que é uma adaptação que agrada todas as idades).

Eu tive uma surpresa no livro, que foi o relacionamento abusivo que o protagonista (Olly) sofria junto com sua família pelo seu pai. No filme nada disso é abordado, o foco é totalmente na protagonista, sua doença, e o romance “impossível” dos dois. Como a história é muito centrada no casal (no livro), no filme alguns personagens ganharam mais destaques e acrescentaram em uma boa parte da narrativa.



Óbvio que as pessoas irão comparar Tudo e todas as coisas com A culpa é das estrelas pois serem adaptações de livros famosos mundialmente e por ter um apelo muito grande ao público jovem (e principalmente por terem protagonistas que possuem uma doença que pode levá-los a morte inevitavelmente) . Se eu for seguir nesse pensamento de comparação, eu imagino que ACEDE seja um filme que ficará marcado como um romance obrigatório assim como aconteceu com Um amor para Recordar e o maravilhoso Como eu era antes de você. Já Tudo e todas as coisas se tornará esquecível com o passar do tempo por ter uma trama com pouca profundidade. Quando o filme acaba você percebe que era só um romance fofo com um final chocante e nada além disso, a atmosfera muda de romance para algo mais policial, então você saí meio confuso do filme pensando se realmente gostou da história. É óbvio que essa é minha opinião, todos vocês tem livre-arbítrio para ter suas próprias conclusões.

Eu citei esses romances não por fazer uma comparação, mas por ser adaptações maravilhosas que realmente me deixaram apaixonado por cada personagem e seus dramas. Como eu era antes de você, gera uma discussão sobre a eutanásia (acho que é esse o nome). ACEDE vai tratar da forma mais sincera possível o sofrimento que o câncer pode causar. Um amor para recordar , fala tanto sobre o bullying quanto as mudanças que o amor pode causar. E Tudo e todas as coisas tenta falar sobre depressão, luto (e outras coisas que não posso falar por ser spoiler), mas os assuntos abordados no filme não teve a profundidade que eu gostaria que tivesse, os temas não foram trabalhados ao ponto de gerar uma discussão (se é que vocês me entendem). Eu imagino que quando vocês vieram ler a critica do filme, não era bem isso que vocês gostariam de ler. Quando uma adaptação é maravilhosa e emocionante, eu sou o primeiro a vir aqui e fazer um post gigante elogiando horrores o filme, mas quando o filme não me conquista eu preciso falar de forma sincera o que eu realmente sinto.


Esqueci de mencionar algo que eu não estava esperando e que me surpreendeu. Geralmente nesses romances jovens, os protagonistas são virgens e meio que irão descobrir esse universo juntos e tal. Mas em Tudo e todas as Coisas o protagonista Olly parasse que entende muito bem o que está fazendo kkk. Eles tem uma pegada bem hot para protagonistas de romance Jovem/Adulto rsrs. Eu fiquei pensando: Querida, pra quem nunca saiu de casa, você é bem chegada no balacobaco heim!! #Danadinha

Resumindo, o filme com certeza vai atingir o foco do seu público e agradar todos os jovens que forem assistir e os adultos (um pouquinho). O filme assim como o livro terá romance, pitadas de humor negro, aquele lance de “Meu primeiro amor”.. Essas coisas. Do fundo do meu coração eu gostaria que o livro não tivesse aquela revelação final, se ele seguisse o curso da narrativa e terminasse com um final trágico seria a coisa mais maravilhosa do mundo pra mim, mas a autora introduziu aquela BOMBA e cagou todo final da história. PRONTO FALEI!

O que eu tenho lido e assistido nos últimos dias!!


Pessoal, como eu desapareci há uns dez dias aqui do blog, eu vou atualizar vocês sobre tudo o que eu li e assisti desde então. Minha casa está em reforma, então eu tenho estado muito ocupado e não tenho conseguido ler e assistir tanto quanto eu gostaria (e muito menos postar no blog). Eu tenho planos de morar sozinho o ano que vem, então eu sei que este ano será muito corrido, mas em 2018 eu passarei mais tempo aqui dividindo minhas experiências literárias com vocês.

Quem me acompanha no Skoob sabe que eu terminei de ler Meu coração e outros buracos negros e ameiiiiiii muito a leitura. Eu imaginava um livro mais dramático com uma pegada mais depressiva tipo ( 13 Reasons Why), mas a leitura é super leve e com umas pitadas de humor na narrativa. Eu gostaria que o livro fosse narrado por ambos personagens, principalmente porque a história do mocinho era mil vezes mais dramática que a da mocinha. O livro se passa em menos de 30 dias, o que fez com que a leitura fosse muito rápida. Se você procura um livro triste, com personagens fortes e uma trama viciante, com certeza esse não é o livro que você procura. Mas se você estiver no clima para ler um livro leve, com personagens fofos e um final inesperado, aí sim “Meu coração” é para você.

Se vocês viram meu post de próximas leituras, sabem quais livros eu programei para ler nas próximas semanas, um desse livros é minha atual leitura “Black Bird” da Anna Carey.  Eu não li a sinopse desse livro então não sei muito bem do que se trata, só sei que a protagonista acorda na linha de um trem (ou metrô) com uma mochila e um celular (só sei isso). Porém, eu já sabia que a história seria narrada em segunda pessoa, e está sendo uma experiência muito estranha. Eu nunca tinha lido um livro com essa narrativa, então não sei como irei reagir a isso. Não sei se isso fará a leitura ser mais rápido ou mais lenta (conto tudo lá no Skoob conforme eu for lendo).

Sobre programas e séries... Programa de TV eu conclui a primeira temporada do Lady Night (meu Talk show nacional favorito com certeza). Amo o Porchat, amo o Danilo mas a Tatá Werneck é minha paixão ever (não sei como vou viver agora sem a “Entrevista com Especialista)..... Como sempre estou viciado em MasterChef meu reality show de culinária favorito da vida (mas só assisto a versão com amadores, não suportei a versão com Profissionais, muito menos a com crianças). Eu não assisto televisão, não tenho paciência alguma de sentar na sala e ficar mudando de canal procurando algo bom para assistir ou somente sentar e assistir o que estiver passando. Eu provavelmente estou me tornando um velho chato e rabugento kkkkk. Tudo o que eu vejo é online (inclusive os programas que eu citei), pra mim é mais fácil porque posso assistir o que eu quiser, onde eu estiver(já que quase não fico em casa).

Ontem terminei a quarta temporada de Chicago PD e ainda não acredito que minha personagem favorita da série deixou o elenco (espero que eles façam mudanças na quinta temporada e a tragam de volta). Na Netflix estou assistindo Skins (mas pretendo falar sobre ele no post de séries) e atualmente estou embarcando na tão aguardada terceira temporada de “Unbreakable Kimmy Schmidt” (eu amoooo essa série, pra mim é uma das melhores originais Netflix). É muito provável que eu abandone Sense8 porque todo universo detonou a segunda temporada e estou morrendo de preguiça de assistir. Eu comecei o primeiro episódio da segunda que foi lançado em dezembro e achei muitooooooooo chato, não estava entendendo mais nada, achei uma perca de tempo e como eu acabei de abandonar Bloodline, resolvi fechar o pacote e abandonar Sense8 também.

Estou com duas minisséries em minha lista de maratona, a primeira é Born to Kill e a segunda The Replacement as duas são suspense/drama/mistério e com pouquíssimos episódios (cada uma com menos de 5 episódios a temporada completa). Girlboss eu ainda não comecei porque estou esperando um grande incentivo de alguém que já tenha assistido para me recomendar.

Como eu não compro livros desde fevereiro quando fiz minha promessa de ler os que já estão encalhados em minha estante para só depois adquirir novas aquisições, não terei nada novo para mostrar. Mas assim que chegar algo, eu mostro para vocês.

Em um resumo, isso foi o que eu consumi nos últimos dias, assim que tudo se organizar melhor aqui em casa eu faço posts com novas recomendações (tanto de séries quanto de livros).


PS: Ameiiii Malibu da Miley, ameiii o single da Iggy com a Anitta e estou apaixonado por várias músicas do novo álbum do Paramore!!!