06 julho 2017

Mudança, Vida Pessoal e Livros Doados!!


Pessoal, chegou aquele momento em que teremos muitos assuntos a serem discutidos e nenhum deles envolve recomendar livros, séries ou filmes rsrs. Vim falar hoje sobre o fatídico dia da minha MUDANÇA.

Quem segue o blog já por um tempo, sabe que eu me mudei há dois anos atrás para a cidade em que vivo agora, porém muita coisa aconteceu e estamos voltando para próximo a minha cidade natal. Um dos motivos é ficar perto do meu sobrinho (que nasceu em fevereiro) e poder acompanhar seu crescimento, sua jornada, sua trilha pela vida, sua missão nesse mundo.... Falando em “Missão nesse mundo”, o que foi essa 4 temporada de The 100 galera.. MEU DEUS eu surtei em todos os episódios finais, gente eu praticamente não respirava até acabar o episódio. Eu sei que muitos de vocês já abandonaram a série antes mesmo de ficar incrível, muitos até mesmo abandonaram na terceira temporada, eu não os culpo, realmente a 3 temporada foi a pior de todas do universo das séries apocalípticas. A quarta temporada foi a melhor até o momento, os três primeiros episódios não foram ruins, mas também não foram um show de empolgação. Mas quando rolou um super acontecimento na metade do quarto episódio, meu mundo simplesmente parou e foi pura emoção e adrenalina episódio após episódio. Foram tantas mortes, que eu já não sabia como lidar com todas elas. Enfim, estou no aguardo pelo quinto ano, e espero que não seja o último (mas eu temo que seja). Não vou nem começar a falar sobre a passagem de tempo, senão esse post vai durar uma vida. Apenas deem uma chance para essa temporada POR FAVOR!!

Ok. Eu desfoquei do assunto porque eu respiro The 100, mas voltando... Eu estarei me mudando nas próximas duas semanas, então será uma longa jornada de arrumação, bagunça e toda aquela coisa chata de mudança que alguns de vocês já conhecem. Eu não sou um leitor que fica venerando a própria estante, eu não costumo arrumar eles em uma ordem especifica, muitos menos conheço todos os livros que eu tenho (o que é muito estranho por sinal). A minha estante no Skoob é mil vezes mais organizada do que a do meu quarto kkk, então eu tenho tudo super atualizado por lá. Eu estava dando uma geral lá no skoob, tirando uns livros que eu não tenho mais e adicionando livros novos que chegaram, e percebi que eu possuo 150 livros na minha estante. Ao invés de ficar feliz por ter uma quantidade legal de livros, eu fiquei desesperado para diminuir isso o mais rápido possível. Eu tenho muitos livros recebidos de editoras que eu não tenho o interesse de deixar ele mofando na estante, também tenho livros de parcerias que eu já li e não sinto a necessidade de tê-los para sempre aqui também (tem livros que eu não tenho o interesse de ler e alguns que eu já li, mas foram tão chatinhos que eu também pretendo doar todos eles). No geral eu pretendo doar uns 30 livros (provavelmente). Eu ainda não sei se vou fazer isso aqui na minha cidade ou deixo para doar na cidade nova em que vou morar. Eu acredito que o importante é você ter leituras que você amou e que foram especiais para você na estante, e não ter muitos e muitos livros só para ter uma estante lotada. 

Sabe aquela pessoa apaixonado por papelaria, DVDs, canecas, agendas, e 300 outras coisas como chaveiros, lembrancinhas de eventos (essas coisas)??!! PRAZER, SOU EU! Agora eu me pergunto: Onde vou guardar tudo isso?? De todos os cômodos da casa, o meu quarto é o cômodo que mais terá caixas (estou aceitando ajuda, quem quiser me ajudar a arrumar tudo é só deixar nos comentários kkk). Esse é o momento em que eu me arrependo de ter ido em tantos casamentos e ter pego tantas lembrancinhas kkkkk.  Resumindo, eu terei longos dias pela frente e não vou conseguir conciliar toda essa bagunça, com o blog. É impossível eu me concentrar em posts, no meio de toda essa mudança. E tecnicamente, essa será uma mudança dupla já que eu vou chegar em minha nova cidade e vai começar tudoooo de novoooooo. Até arrumar todo meu quarto, até eu conseguir um novo emprego, até minha vida estar organizada, eu não vou conseguir me dedicar ao blog do jeito que eu gosto. Eu poderia vir aqui e fazer posts fracos só pra “encher linguiça” só pra “manter o blog atualizado”, mas isso nunca vai acontecer. Eu sou apaixonado pelo blog, eu amo vir aqui e falar horroresss sobre livros, séries e tudo o que me deixa feliz (se tratando de entretenimento), eu não conseguiria vir aqui e ficar postando qualquer coisa só para não perder visualização (eu nem me importo com isso). As visualizações não move o blog, o que move é minha paixão pelos livros e o carinho que vocês tem por mim e por tudo o que eu faço aqui (tudo o que eu tenho feito nos últimos 4 anos).

Eu não tenho novas recomendações para vocês, mas durante esse tempo, vocês podem tentar ler todas as recomendações que eu deixei aqui no blog durante toda essa parte do ano. Eu amei vir recomendar o livro “Quando a Bela domou a Fera”, amei recomendar a série “Riverdale”, e também fiz diversas listas de livros jovem adulto e distopias. E para a galera adulta do blog, eu fiz resenhas de livros mais picantes (super HOTs rsrs). Então, vocês não podem reclamar que eu estou tirando um tempo do blog e deixando vocês sem recomendações rsrs.

Antes de partir, eu gostaria de mostrar esse armário onde eu guardo a metade dos meus livros, a outra parte eu guardo em outras duas prateleiras que fica do lado do meu guarda roupa. Quando eu me mudar e organizar tudo direitinho, eu vou fazer um post com fotos de todas as prateleiras para vocês verem. Confesso que estou morrendo de medo desses livros amassar ou dos meus DVDs quebrarem (mas oremos). Na foto do meio eu tirei um print desse recado que eu recebi e me deixou feliz pelo resto da semana. Meu blog pode ser o menor blog literário do universo, mas o tanto de mensagens como essas que vocês me mandam, é uma coisa sem explicação. A maioria de vocês tem um carinho por mim como se me conhecem pessoalmente e fosse meus super amigos, acho que vocês gostam mais de mim do 40% das pessoas que me conhece kkkkk. E por último eu quis compartilhar com vocês esse copo lindo da Imaginarium que uma amiga super querida me deu despedida (o material desse copo é muito parecido com vidro e ele é térmico, simplesmente ameiiiii). Eu costumo sempre dar presentes, viajar e trazer lembrancinhas pra todos os amigos, revelo fotos e do de presente, mas dá pra contar quantos presentes eu ganhei na vida kkk. Então quando ganho, eu chego a ficar passado kkkk. 


PS: É provável que eu fique dois meses fora do ar. Acho que nesse período eu já vou ter conseguido restabelecer minha vida e rotina. E assim que tudo estiver organizado, eu volto contando todas as novidades. Eu ainda não decidi pra quem eu vou doar aqueles livros que eu falei, mas é provável que eu faça isso na minha cidade nova. 

PS: Para quem me segue no Skoob, saibam que eu vou continuar atualizando todas as minhas leituras por lá e conversando com vocês. E para quem me segue na fanpage, eu vou estar bem menos frequente já que eu uso o facebook para divulgar os posts novos e como não terá nenhum, eu vou aparecer poucas vezes. Mas estarei sempre online, é só mandar mensagem lá na página e conversamos numa boa. (Meu Skoob).

PS: Nos vemos daqui dois meses então. Uma super abraço de urso e até logo #Guto

29 junho 2017

Minha Coleção (Incompleta) Divergente!!


Pessoal, hoje o post será bem curtinho, como eu ainda não adquiri tudo o que eu quero relacionado a Divergente, então não vou fazer um post enormeeeeee (como vários que tem saído por aqui). Eu já falei aqui no blog várias e várias vezes sobre meu amor por essa trilogia, e esse é mais um motivo para eu não me estender rsrs.


Divergente foi a primeira distopia que eu li na minha vida. Eu lembro que quando eu li o primeiro livro, o segundo já havia sido lançado. Na época eu não acompanhava booktubers, muito menos acessava blogs literários, eu não sabia absolutamente nada, não sabia que fazia sucesso, não sabia do que se tratava o gênero distópico, era super leigo. Quando eu comecei minha leitura e iniciaram as simulações, minha cabeça bugou de uma forma, que eu dormia e acordava lendo o livro. Antes de terminar o primeiro, eu já comprei Insurgente (que por sinal eu li em exatos 2 dois). Convergente eu comprei na pré venda e também li em 48 horas (hoje eu não entendo como eu consegui ler mais de 500 páginas em dois dias, trabalhando 8 horas por dia). 

Na época ninguém do meu circulo de amizade conhecia essa história também, então eu fiz o que todo leitor faz, emprestei os livros para todos do grupo kkkkkkk. Nossa paixão era tão grande, que viramos aquelas pessoas insuportáveis que só falam naquilo, só fazíamos referências daquilo, e ninguém nos suportava (provavelmente rsrs). Nós tínhamos facções diferentes, e sempre que nos víamos, ligávamos nossas roupas as nossas facções. E SIM até hoje quando vemos um mendigo, pensamos: OLHA UM SEM FACÇÃO!!! Não teve uma vez se quer nos últimos anos, que eu não tenha visto um mendigo e pensado exatamente isso. Se eu ver um amanhã a primeira coisa que eu vou pensar é: MEU DEUS um sem facção. É automático!

É claro que tudo isso que aconteceu foi a uns 3 ou 4 anos atrás. Mas as memórias que eu e meus amigos (a) temos desse tempo, são as mais legais e divertidas possíveis. E toda experiência, fez com que Divergente fosse algo muito especial na minha vida. Eu fiz amigos por causa disso, eu assisti todos os filmes na estréia, eu já assisti aos filmes muitas e muitas vezes, resumindo, sabe o que Harry Potter significa pra vocês? Divergente significa pra mim. OK. Vocês entenderam que eu não estou comparando os universos, estou comparando o amor de fã.

Antes de eu falar sobre os itens que eu tenho de Divergente, eu vou falar sobre o que eu ainda quero ter. Eu preciso urgente do primeiro filme em DVD (que eu ainda não tenho), eu já fui em 3 lojas americanas diferentes e não encontrei o filme (e cada loja era em uma cidade diferente). Eu também preciso das edições nacionais dos livros, eu dei para uma amiga minha a trilogia porque ela não tinha os livros e também não tinha condições de comprar. Eu pretendo comprar o box na Black Friday esse ano, e pretendo reler os livros em 2018 (o únicos livro da trilogia que eu reli foi Insurgente, que é meu favorito). Após comprar os livros e o DVD, eu pretendo comprar uma caneca ou um chaveiro de Divergente, daí estarei em paz kkk.

Agora vamos ao que eu tenho...


O box todo leitor antigo aqui do blog sabe que eu falei dele mil vezes por ter comprado em uma promoção na Saraiva por 15,90. Os meus livros de Divergente estavam muito velhos por eu ter emprestado para vários amigos e amigas, então eu aproveitei e comprei o box mesmo sendo os livros em inglês. Os livros de Divergente em capa dura estão sempre custando mais que 40, 00 reais, então eu pretendo comprar só em um futuro tão tão distante. O único que eu comprei em capa dura foi o Four porque a edição dele é sensacional.


Dentro do box além dos livros veio esse pequeno livrinho que traz uma longa  entrevista com a autora sobre como ela criou os personagens e o mundo de Divergente. É bem legal, mas tudo o que ela falou já havia sido divulgado em outras entrevistas, então não teve nada de novo. É mais do mesmo, ela falando que escreveu o livro primeiro com o Four narrando, depois não conseguiu continuar a história com a narração dele e passou para a narração da Tris.. Essas coisas... (Como ela já falou mil vezes antes em outras entrevistas)...


Adivinha quem esqueceu o livro do Quatro na estante e teve que tirar essa foto depois??? SIM (fica em off). O livro do Quatro eu também dei para minha amiga porque ele já vai vir no box que eu vou comprar na Black. Então eu só tenho a versão em inglês por enquanto, mas que é mil vezes mais bonita que a nossa versão. Eu gostei muito do livro do Quatro, mesmo sendo na mesma linha temporal do primeiro livro da trilogia. Eu amei a narração, amei o romance que teve com aquela outra garota (sem ser a Tris), resumindo, foi muito bom e super recomendo (mas ele precisa ser lido antes de Insurgente pra fazer mais sentido, até porque ele apresenta personagens que só vamos ver em Insurgente). E podem ficar tranquilos porque a narração dele não é chata e tediosa como foi em Convergente, aqui ele parece o Four de sempre (em Convergente ele parecia uma menininha cheia de mimimi). 

Os DVDs eu comprei apenas o Insurgente e o Convergente eu ganhei do meu melhor amigo. Insurgente tem os melhores extras do universoooooooooo. Eu sempre fui apaixonado pelos bastidores dos filmes, séries etc. Mas assistir os bastidores das gravações de Insurgente foi surreallllllll, eu só queria estar ali mesmo sendo um figurante da amizade (da amizade não, da franqueza, porque eles passam um tempinho a mais por lá). Eu vou tentar comprar o DVD do primeiro filme pela internet nas próximas semanas, mas só se eles não estiverem custando o olho da cara porque no momento eu estou mais pobre do que a galera da Margem.


Esse guia de iniciação, eu ainda não li porque está em inglês, mas pretendo comprar meu exemplar um dia. Eu consigo assistir normalmente o episódio de uma série sem legenda se eu estiver familiarizado naquele universo, mas ler em inglês eu não consigo ainda. Essa versão estava por 9,90 na Saraiva, então é claro que eu garanti minha cópia (por 9,90 eu compro o guia até do Pequeno Príncipe kkkk). O guia nacional estava por mais de 30,00 reais, chega a ser ridículo a diferença (parece até que eles não querem que compremos o negócio... Aff). 


Agora se tem algo desse universo que eu tenho o maior amor do mundo, é esse Guia Oficial do Filme (vocês não tem noção do qual incrível é esse livro). Todas as curiosidades que você imaginar sobre o filme, esse guia responde. Ficamos sabendo sobre como foi a escalação de todo o elenco, sobre as cenas que eles mudaram na adaptação, vemos os bastidores das criações das facções, mostra até as confecções das roupas. Eu li esse Guia numa tarde e foi uma experiência mil vezes mais legal do que eu imaginava. Eu achei que fosse um livrinho de figuras, e é basicamente todo o universo dos filmes em um livro só. Eu fiquei extasiado com as revelações de como várias cenas foram gravadas. Eu morri em saber que vários fãs dos livros se tornaram figurantes no primeiro filme. Eles fizeram uma seleção e os fãs poderiam se inscrever para participar e vários foram escolhidos e se tornaram figurantes. Vocês tem noção do quanto incrível você fã se vestir como membro de uma facção e ficar pertinho dos personagens??? Eu morreria claramente. Não tenho psicológico algum para isso. Era eu ver a Tris e a Cristina e Puff morri. (Comprei por 19,90 durante uma viagem).

O guia oficial do filme
Como eu já fiz posts sobre as adaptações, eu não vou dar minha opinião nesse aqui. Vou deixar os links lá em baixo para quem quiser conferir meus TEXTÕES sobre as adaptações. Quando vocês verem promoções do box ou do primeiro filme em algum lugar, lembre-se de me avisarem por favor (ajudem o amiguinho aqui plis).

Eu não faço ideia de quando vou ter tudo sobre Divergente, de quando enfim terei minha coleção completa, então fiquem sossegados que eu não falarei mais sobre Divergente aqui no blog este ano kkk (e como eu não curti a duologia da Veronica Roth, é provável que eu não fale sobre um livro novo dela por um bom tempo). Ascendente eu tenho certeza de que não vai acontecer, então eu até esqueço essa possibilidade. Mas vocês podem ter certeza, que se o estúdio anunciar em algum momento que eles farão o filme com o elenco original, eu tomarei o soro da morte e seguirei meu caminho com os mortos em Convergente...#Tris 

Eu sei que nem todo mundo é fã dos livros, ou alguns só acompanharam os filmes, outros detestaram a escalação da Shailene para o papel de Tris, e outros simplesmente não curtem esse gênero distópico. Mas, e vocês? Qual a distopia favorita de vocês?

Uma vez me perguntaram se eu preferia Jogos Vorazes ou Divergente? Essa é uma resposta complicada, porque eu acho sensacional os filmes de Hunger Games, mas eu não sei se são fiéis porque eu ainda não li os livros (estão guardados aqui para uma leitura próxima). Já Divergente, eu sou apaixonado pelos livros, e tenho uma relação complicada com os filmes (assim como vocês), e isso graças aos idiotas que adaptarão os livros da pior forma possível. O primeiro filme é super fiel, mas os outros... Eu acho os dois universos dessas distopias muito distantes, é como se quiséssemos viver em ambos. Qual facção eu seria? Amizade ou Franqueza com certeza. Provavelmente a Franqueza porque eu costumo falar muito o que eu penso, e o povo da Amizade é muito bonzinho 24 horas por dia, eu não teria paciência pra tanta bondade kkkk. Qual distrito?? Eu ia querer viver no distrito 6 ou 7, nem passaria fome, nem vomitara pra comer de novo kkk, estaria no meio termo. Qual das duas teve o melhor final?? Eu conheço o final das duas histórias e com certeza o final de Convergente é melhor que o da Esperança (as mortes que aconteceram em Convergente só me fez amar e sofrer mais ainda por essa história).

 Respondam essas perguntas nos comentários para conversamos horrores sobre esses dilemas divergentes. Quero muito saber a qual facção vocês pertenceriam!!!

PS: Eu disse que o post ficaria super pequeno, mas quem disse que eu consigo falar sobre Divergente em poucas palavras??!!! kkkk #Sorry

PS: Critica filme Convergente (AQUI) Insurgente (AQUI).

25 junho 2017

Lá Vamos Nós Para Mais uma Leitura Hot +18

Pessoal, assim como outros posts em que eu falei sobre leituras que possuiam um teor de sexo (mais adulto), neste post eu também vou por a taxa +18 para não termos probleminhas posteriores. Então,  já fique consciente de que teremos uma conversa de adulto aqui rsrs, se você for menor de idade procure outras recomendações aqui no blog (eu não sei porque continuo avisando, já que os jovens de hoje em dia amam uma sacanagem kkkkkkk).

Quando eu comprei esse livro, eu imaginei que ele fosse leve, divertido, super fofo e uma ótima leitura para passar o tempo. A sinopse dele é bem legalzinha e lembra um pouco O Diário da Princesa (a capa também me enganou direitinho), porém a execução da história foi um FIASCO (e bota fiasco nisso). O livro é repleto de cenas desnecessárias, por exemplo, porque a autora narrava os jantares, almoços e cafés da manhã da protagonista??!! Sendo que esses momentos não acrescentavam nada, absolutamente nada na trama. Acho que essa foi a primeira vez que eu li um livro narrado em primeira pessoa que foi cansativo. Geralmente isso acontece muito quando a narração é em terceira pessoa (eu não sei como é com vocês, mas ninguém merece tanta descrição de lugares ou momentos sem importância). A protagonista não tem muita personalidade e isso deixou a história cada vez mais vazia e cheia de clichês. Por exemplo, deram um cartão do tipo “Linda, tome aqui esse cartão com milhões de dólares para você gastar. Isso é só uma parte da sua herança”. O que vocês acham que ela fez?? Qual o primeiro lugar que uma pessoa normal iria após ficar milionária ?? A resposta correta é: S H O P P I N G por favor!!!!!!!!!!!!!!! Agora a protagonista recebe esse cartão e fala: Todo esse dinheiro é meu? Que legal. Gente, valew por hoje estou morta de sono até amanhã. E PRONTO. Isso foi tudo. Ela não surtou (sendo que ela dividia um apartamento com uma colega), a garota mora de aluguel e nem se deu o trabalho de surtar porque ficou milionária. E o pior de tudo é que ela era mega mão de vaca. A amiga dela falou: Vamos as comprasssssssssssssssssss. E ela: Ai que chato, detesto compras.... Blablablá vai ser chata assim na casa da minha vó querida. Cara, que garota songamonga do casseteeeeee  (amo essa palavra, acho tão pesado falar CASSETE kkkkkk). Teve um outro momento que o cara pediu com muita gentileza se ela poderia fazer uma doação para o zoológico da cidade, e ela simplesmente disse: Vou pensar e te falo. Resumindo, acabou o livro e ela cagou pro zoológico kkkkkkkkkk. #QueVaca

MEU DEUS eu já falei um monte e estou apenas começando kkk (nem falei da putaria ainda). Uma falha: O amor é a primeira vista total instalove. Segunda falha: Não tem nenhuma crise política no livro. Começa o livro com a rainha de Lilária (que nome ridículoooooo) indo atrás da nossa protagonista pedindo para ela tomar seu lugar no reino porque ela será muito importante para trazer o bem para o país, e que ela evitaria que más decisões fossem tomadas por outros reinos e blablablá. Gente, mas termina o livro e não tem ninguém querendo tomar o lugar dela no trono, não tem nenhuma ex namorada do príncipe querendo ralar a cara dela no asfalto, não existe um vilão se quer. Todo mundo gosta dela, é como se ela fosse a pessoa mais adorável e generosa do mundo... SONSA do cassete (Ok. Desculpe, não consigo evitar).

Antes de falarmos sobre as sacanagens, eu quase abandonei o livro quando do nada começou uma correria, o príncipe batendo nos paparazzis e tal. Eu sei que foi um espetáculo uma doideira, e adivinhem porque??!! Porque a dondoca caiu no chão e ralou o joelho, eles queriam até levar a fofa para o hospital. LIDEM COM ISSO!!!!!!!! Garota fresca do caramba PARA DE SHOW QUERIDA isso aqui não é a Disney não. A Cinderela espetou o dedo no alfinete e ninguém levou ela para o hospital, Alice entrou naquele buraco e ninguém saiu colocando cartazes procurando por ela na floresta. Então seja MENAS querida. Pronto, desabafei!!!!

Agora vamos ao que interessa A SACANAGEM kkkkkkkk. O livro tem 456 páginas e adivinhem quando começa a pegação??!! Bemmmmm depois da página 300, resumindo, são mais de 300 páginas com vários nadas acontecendo (eu até falei isso o tempo todo lá no skoob), como foi desnecessário. Quando enfim aconteceu o sexo, faltava pouquissímo pra acabar o livro, achei um desperdício (principalmente porque as cenas de sexo era a única coisa que prestava no livro, e olha que vocês sabem que eu não sou um consumidor nato desse tipo de literatura) as vezes eu acabo pegando uns livros mais hots, mas são sempre uma grande surpresa, eu compro achando que é apenas mais um romance fofo e de repente já me deparo com o protagonista segurando o pinto, do nada. Em De Repente, depois da protagonista passar mais de 300 páginas fazendo c# doce, ela resolveu que ia cair na farra com o príncipe que segundo ela era o tesão em vida (como sempreeeeeeeee aí que clichê cansativo).... Se eu não me engano, tem apenas 3 cenas de sexo. Exatamente, após um século de chatisse, o livro ainda tem 3 cenas de sexo que mal duram uma página (acho que o príncipe não é essa coca cola toda né querida).

A primeira cena, é até bacaninha. ADOLESCENTES PAREM DE LER NESTE EXATO MOMENTO seus safados (assim que terminarem de ler esse post, votem lá na enquete do blog para eu saber a idade de vocês, só para eu ter certeza que não tem garotinhas adolescentes lendo essas baixarias aqui. Obrigado).

Continuando de onde paramos, a primeira cena é quando ele chega na casa dela de noite e ela abre a porta de lingerie. A narrativa não é muito pesada, a não ser por uns momentos que ela fala que está pegando o pênis dele e massageando enquanto ele está com a boca no peito dela kkkkkkkkkkkkkkkk morri. Pra ajudar os pobres ela não serve né, agora pra pegar no pinto dos outros ela é maravilhosa. SONSAAA! Depois dela sambar em cima do príncipe, eles dormem e ela já acorda com o príncipe com a boca lá kkkkkkk aí que putariaaaaaa. Após a safadeza ao acordar, eles vão tomar banho e ela começa a passar a bucha no príncipe todinhoooooooo uiiiiiii kkkkkk (aí gente, eu lendo isso pareço criança, morro de rir, eu não tenho maturidade alguma para lidar com livros hot).

Os clichês de sempre acontece?? SIMMM o de sempre. "Puxa que pênis ENORMEEEE meu deus dá pra dar a volta na cintura e usar como cinto" (quase um acessório). Nesse livro eu até achei que o protagonista cagou um pouco pra mocinha, porque não me lembro dele elogiando ela tanto quanto ela elogiava ele. Fora que no sexo ele mandava ela ficar falando o nome dele (pra mim isso é coisa de cara inseguro e babaca, mas enfim). A segunda cena de sexo foi a mais chocante e a que eu mais morri de rir porque a doce e inocente princesa estava na pia lavando a louça (como a boa e santa garota que ela é) SIM ela é milionária e lava a própria louça (que preguiçaaaaaaaaaa). Continuando, o príncipe chegar por trás e começa a se roçar nela (como cachorro) e ela diz que sente o volume crescer kkkkkkkkk (já comecei a morrer de rir por aí), aí ele fala: Tá gostando safada?? Ela só geme (e a parte do “SAFADA” eu acrescentei só pra xingar ela mesmo). Resumindo, eu morri no exato momento em que ela diz: Me abaixo e empurro minha bunda para trás até sentir as bolas dele na minha parte inchada (ela usa exatamente essas palavras). KKKKKKKKKKKKK MORTO

Acho que essa foi a última cena de sexo que teve (até onde me lembro), depois volta para a história chata da princesa de novo. Na verdade ela não é bem uma princesa, acho que é uma Condessa.. Sei lá. Ela é tão sem sal e chata que caguei para o título dela. Não Lembro nem o nome da coitada, só sei que o príncipe se chama Alex porque ela passa o livro inteiro idolatrando ele.

Eu recomendo essa leitura?? De jeito nenhum. Se você tirar as cenas de sexo que dura umas 3 páginas, não sobra nada. Tudo mais do mesmo. O livro tem o segundo volume publicado e vai contar a história de amor da irmã do Alex, livro este que eu jamais lerei....

Ok. Gente, desculpe as brincadeiras, mas eu não sei falar sacanagem sem rir. Espero que vocês tenham gostado. Não se esqueçam de curtir esse post lá na fanpage para me ajudar na divulgação e de me seguir no skoob para acompanhar meus diários de leitura. Daqui a pouco eu já vou adicionar lá minha próxima leitura. Falowww #Guto